Aprenda como fazer a manutenção da sua moto de forma correta

Fazer a manutenção da moto é fundamental para mantê-la sempre em boas condições de uso e assim garantir maior segurança para o motociclista. Além das manutenções previstas para cada quilometragem, que já são específicas no manual, alguns itens podem e devem ser analisados com certa regularidade.

Saber o modo correto de realizar esta análise, além da segurança, que já dissemos, auxiliará na economia com o aumento no tempo de troca de peças, já que receberão os cuidados necessários. Veja os itens em que você deve ficar de olho e quais devem ser seus cuidados.

Óleo

Para realizar a verificação, é importante que a moto esteja o mais nivelada possível. Depois, ligue o motor e deixe funcionar por alguns minutos. A seguir, coloque a vareta sem rosqueá-la e tenha cuidado para que não caia resíduos no tanque enquanto realiza a inspeção.

Se o nível estiver abaixo do indicado, complete a quantidade para que fique adequada. Use sempre a viscosidade certa para o modelo que possui. Motos usadas em condições severas, como tráfego intenso, muito tempo de uso, estradas com excesso de poeira, entre outras, devem ter o óleo verificado e trocado com maior frequência.

Freio

Os freios a disco podem ser analisados com mais facilidade, já os freios a tambor precisam ser retirados para verificação. No primeiro caso, faça a troca logo que notar que estão de frente para as rodas. Esse procedimento impedirá que a base entre em contato com o disco, evitando danos.

Já os freios a tambor devem ser ajustados de acordo com o desgaste das sapatas. Aqueles que utilizam lonas emitem ruídos quando estão desgastados, o que ajuda a identificar a hora da troca. Verifique também se a elasticidade das molas está adequada, pois se apresentarem problemas, podem travar a roda.

Corrente

A lubrificação e ajuste da corrente é um item muito importante na manutenção da moto, pois se ela estiver ressecada ou com folgas, corre o risco de se soltar durante a rodagem. Com um pincel, lubrifique toda a extensão da corrente usando o óleo indicado no manual da sua moto. Essa ação evitará o desgaste prematuro da coroa, do pinhão e da própria corrente.

A cada mil quilômetros, cheque se a folga da corrente não está excessiva, verifique o manual para não correr o risco de apertar demais e arrebentá-la. A verificação deve ser feita na metade do tempo se a moto for usada com muita frequência.

Pneus

Quando utilizados em condições normais, os pneus têm o tempo de troca de cinco anos. Mas isso não exclui cuidados básicos como a calibragem, que deve ser feita com os pneus frios para que a medida seja a certa para o modelo usado. Para saber qual o valor correto, consulte a indicação do fabricante.

Rodar com pneu careca ou com a calibragem incorreta aumenta a chance de quedas, principalmente em pistas molhadas. Para evitar problemas, verifique a calibragem a cada ida ao posto ou uma vez na semana. Fique de olho também na data de fabricação indicada na lateral do pneu.

Oficina

A manutenção da moto feita de forma preventiva deve se tornar um hábito para o condutor. Com uma simples análise semanal, você pode garantir que tudo esteja em ordem. Mas é claro que essa rápida verificação não exclui as idas ao mecânico, que também devem ser periódicas.

A escolha da oficina também é importante, pois profissionais capacitados terão um olhar mais minucioso para possíveis problemas apresentados, por isso, dê preferência para oficinas autorizadas e faça a manutenção da moto com segurança.

Está na hora de fazer uma revisão e quer garantia no serviço e agilidade? Então faça com quem entende do assunto, entre em contato com a Motoasa e agende o dia e hora que atenda sua necessidade.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *