Pilotagem segura: 3 dicas para andar de moto sem riscos

Não há como negar que motocicletas são estilosas, eficientes e, até mesmo, divertidas de se pilotar. Em contrapartida, é fato que, para uma pilotagem segura, elas exigem muito mais atenção do condutor quando comparado a um carro.

Esse é um dos motivos que costuma amedrontar e afastar as pessoas do sonho de ter uma moto. Entretanto, você sabia que é possível combinar a liberdade de conduzir uma motocicleta com uma pilotagem segura? Confira, agora, três dicas indispensáveis para que você evite problemas no trânsito!

1. Use sempre os equipamentos de segurança

Pode soar óbvio, mas é importante frisar. Pilotar sem o uso de equipamentos de segurança pode fazer a diferença entre a vida e a morte em um acidente grave. O que melhor explica essa situação é o que diz dois velhos ditados: “é melhor prevenir do que remediar” e “o seguro morreu de velho”. Sendo assim, não ignore a sua segurança e sempre utilize:

  • capacete — também o carona, quando presente;
  • luvas;
  • jaquetas com proteção reforçada em pontos vulneráveis como caixa torácica e cotovelos;
  • capas e polainas nos dias chuvosos.

Lembre-se, apenas, de que não precisa entrar em um estado de paranoia e sair como um boneco da Michelin. A vestimenta precisa combinar o conforto com a flexibilidade necessária para manobrar uma moto. O mesmo vale para luvas que prejudiquem a sensibilidade do toque e capacetes que privam o piloto de qualquer som externo.

2. Tenha um bom comportamento no trânsito

O lugar que você ocupa na pista — e como se comporta nela — corresponde à grande parte de uma pilotagem segura. Devido ao tamanho reduzido, você pode ser facilmente despercebido no trânsito. Portanto, atente-se para as questões a seguir:

Evite corredores para uma pilotagem segura

Dirigir em um corredor pode significar estar no ponto cego do motorista à frente. Ainda assim, caso se arrisque em um, a dica principal é estar atento à direção das rodas dos veículos, entenda:

  • a roda direcionada ao trajeto pelo qual você irá passar é um sinal de que o motorista não sabe que você está vindo e irá mudar logo de direção;
  • transite em baixa velocidade para ter tempo de reação;
  • sinalize sua passagem com breves toques de luz alta ou buzina, sem ser inconveniente.

Nunca dirija no vácuo de veículos na rodovia

Essa é uma prática — extremamente perigosa — que visa a economia de combustível. Sua vida, definitivamente, vale mais do que o litro de gasolina em um veículo que já é econômico, concorda? Tanto na cidade quanto nas rodovias, mantenha uma distância segura de 15 a 20 metros do veículo à frente para ter tempo de reação caso seja necessário.

Sinalize e ilumine sempre que necessário

Está ali e é pra ser usado. Conforme exige o Código de Trânsito, o manual da moto e o bom senso:

  • não faça conversões de pista ou direção sem antes sinalizar;
  • não fique parado em ponto perigoso de uma via sem que o pisca alerta esteja ativado.

Não superestime a sua competência em pilotar

Não importa se você é um grande motociclista. Trânsito com fluxo de veículos — intenso ou não — não é o local adequado para peripécias. Em um breve momento de incompetência, você pode colocar a sua vida em risco.

3. Mantenha a manutenção da sua moto em dia

A sua moto precisa estar em dia com as revisões periódicas sugeridas no manual. A montadora estabelece esses períodos por consciência de que alguns componentes precisam ser substituídos de acordo com determinada quilometragem ou tempo.

Não negligencie essas exigências e/ou faça instalação de peças do mercado paralelo com mecânicos de qualidade duvidosa. Lembre-se que o barato pode sair caro: além do dinheiro, pode custar a sua vida e, até mesmo, a de outros.

A pilotagem segura também vai além do comportamento nas ruas. O ideal é que você faça a aquisição de sua moto em uma concessionária certificada, com todas as devidas garantias — zero ou usada — e que ela esteja em dia com as revisões programadas, no caso das seminovas.

Achou interessante essas dicas para uma pilotagem segura? Então, siga a Motoasa nas redes sociais para ficar por dentro de mais conteúdos como este! Estamos no Facebook nas páginas: Concessionária e Consórcio.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *