Pneu para moto: saiba escolher com estas 3 dicas

Escolher um pneu para moto que supra as necessidades de sua utilização diária nunca foi tarefa fácil. Afinal, é difícil prever os obstáculos que eles enfrentarão. O fato é que a qualidade do pneu escolhido fará muita diferença para o funcionamento e desempenho da moto e para a pilotagem segura. Escolher corretamente entre o pneu rígido, intermediário ou macio proporcionará a você segurança, conforto e confiança para enfrentar o dia a dia sobre duas rodas.

E é por isso que preparamos este post com 3 dicas para ajudar na escolha certa. Continue conosco e veja a importância em saber qual o tipo de pneu adequado para a sua moto. Boa leitura!

1. Considere as características da superfície de rodagem

Muitas pessoas consideram a moto um meio de condução ágil e prático em termos de mobilidade urbana, principalmente em função da lentidão no tráfego dentro de algumas cidades. Outros usam esse veículo para ir de uma cidade a outra, utilizando as rodovias. Em ambos os casos, os motociclistas enfrentam condições precárias de tráfego e de má conservação do asfalto.

A segurança do condutor e da própria moto ficam bem expostas e a escolha certa do pneu para moto é um fator decisivo para a prevenção de acidentes. Para quem pilota em grandes cidades, os pneus rígidos são mais indicados devido a sua resposta no momento da aceleração.

Por outro lado, para quem utiliza rodovias com curvas sinuosas, os pneus macios proporcionam maior conforto e confiabilidade durante a pilotagem. Há também a linha intermediária. O mais indicado, entretanto, é que se que procure um profissional da área para analisar qual o melhor pneu para a sua moto.

2. Saiba mais sobre os tipos de pneus mais utilizados

Existe uma variedade muito grande de pneus à venda no mercado, cada um com suas especificações e funcionalidades direcionadas a cada tipo de pista. Abaixo citamos alguns tipos mais utilizados.

Rígidos

Também conhecidos como touring, são utilizados, especialmente, nas estradas. Têm ótimo desempenho em pistas molhadas e maior durabilidade e vida útil que os demais. Já em grandes cidades, esse tipo sofre bastante com as más condições de conservação do asfalto.

Intermediários

Adaptável a diferentes tipos de terreno, a linha intermediária tem maior aceitação no mercado. Sua característica marcante está na quantidade de desenhos e sulcos na superfície de contato do pneu com o solo.

Macios

Os pneus mais macios possuem poucos sulcos de vazão para água, o que, em termos de pilotagem, torna o seu uso mais perigoso em pistas molhadas. Entretanto, sua aderência a solos ondulados ou em curvas é mais confiável e facilita a condução e equilíbrio da moto.

3. Siga (sempre!) as orientações do fabricante da moto

Muitas pessoas procuram personalizar sua moto, deixando-a com um visual mais atrativo e esportivo. Com esse propósito, muitos proprietários acabam trocando as rodas e pneus originais por outras maiores, buscando incrementar o design do veículo.

O problema é que quando mudamos a estrutura cuidadosamente pensada por engenheiros durante projeto e montagem de determinada moto, corremos o risco de comprometer a sua estabilidade e condição mecânica, o que consequentemente também implica riscos de segurança. Por mais simples que possa parecer uma mudança simples, procure sempre um especialista antes de tomar a decisão.

As indicações contidas no manual do proprietário já especificam o modelo ideal de pneu para a moto, bem como informações para a calibragem ideal. Isso quer dizer que, se houver a troca do original por um modelo mais pesado do que o indicado, por exemplo, pode haver comprometimento do desempenho do veículo e até aumento no consumo de combustível. Portanto, siga sempre as determinações do manual.

Nossas dicas foram úteis? Quer mais? Então, entre em contato conosco. Ficaremos felizes em poder ajudar!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *