Alta Cilindrada: tudo o que você precisa saber

Quando falamos em motos de alta cilindrada surgem algumas dúvidas a respeito do assunto, como: o que é cilindrada? Quantas cilindradas classificam uma moto como “alta cilindrada”? Vale a pena comprar uma moto de alta cilindrada? É seguro?

Eu sei, eu sei. São muitas dúvidas, mas fique tranquilo. O Falando Em Moto está aqui para te ajudar a entender todos esses pontos sobre as motos de alta cilindrada na matéria a seguir.

Afinal, o que é cilindrada?

Através da cilindrada é que somos capazes de medir a capacidade de um motor. Na maioria das vezes, essa medida é feita em centímetros cúbicos (cc). Que servem, portanto, para examinar corretamente o volume de mistura de combustível que um propulsor é capaz de acolher e queimar a cada movimento de pistões, para depois definir e influenciar diretamente o nível de eficiência da unidade propulsora.

É mais prático de entender do que parece, se a cilindrada é a quantidade de mistura disponível para queimar, então isso significa que um motor 1.0 queima um litro de mistura a cada movimento, enquanto um motor 2.0 será capaz de queimar o dobro da quantidade da mistura combustível/ar.

Ou seja, sabendo que o combustível gera a força do veículo, podemos concluir então que quando maior a cilindrada, o desempenho e a potências serão melhores.

Claro que a força do motor não depende apenas da cilindrada, já que combustível, construção e outros fatores, também podem ser determinantes.

A partir de quantas cilindradas uma moto é considerada alta cilindrada?

Não existe, ao menos não oficialmente, um padrão que define quanto de cilindrada uma moto precisa ter para passar a ser considerada alta cilindrada, mas os apaixonados por motocicletas consideram que qualquer moto que tenha no mínimo 450 cc pode ser considerada alta cilindrada.

É importante lembrar que ter alta cilindrada, como dissemos antes, não significa exatamente uma potência maior.

Vale a pena comprar uma moto com alta cilindrada?

As motos que possuem cilindrada acima de 450 cc venderam 18,6 unidades apenas no primeiro semestre desse ano, registrando alta de 11% em relação ao mesmo período do ano passado de acordo com o Automotive Business. Esse crescimento foi liderado de mercado e vendeu 5,6 mil unidades de alta cilindrada de janeiro a junho, 48% a mais que no mesmo período do ano passado.

Então sim, isso nos mostra que muitas pessoas passaram a aderir à alta cilindrada, provavelmente por ser uma boa opção, principalmente se você sonha em se tornar um adepto dessa paixão por duas rodas. Além disso, elas são motos que não são muito afetadas pela desvalorização, desde que bem conservadas, é claro.

No entanto, existem algumas características a serem levadas em conta antes de entrar no mundo da alta cilindrada, vamos listar os que consideramos ser os mais importantes antes dessa tomada de decisão.

Descubra qual tipo de moto é o ideal para seu estilo

Supondo que você seja um motociclista que gosta de viajar, por exemplo, as melhores opções serão motos que te deixem em uma posição mais ereta, capazes de enfrentar as rodovias do nosso país, com assentos que ofereçam conforto e capacidade para carregar alguns acessórios práticos.

Se for apenas utilizar ela aos finais de semana, para se livrar do cansaço da semana e curtir com os amigos, então para você, a velocidade e o controle são aspectos-chave, característica que você encontra em motos esportivas de 600 cc a 1000 cc. Essas motos possuem uma postura mais agressiva, lhe oferecendo a sensação de aventura que procura.

Respeite sua estatura

Você pode pensar “mas o que tem a ver a estatura com a moto?”, mas a verdade é que este representa um fator muito importante: sua segurança.

Quem se preocupa muito com isso é a gerente de Recursos Humanos Margarida Coelho. Motociclista de carteirinha, diz que gostaria de ter uma moto de cilindrada mais elevada, porém, não consegue encontrar no mercado, uma que seja compatível com sua altura. “Eu queria uma custom de 250 cilindradas, mas só consigo encontrar modelos mais esportivos com essa robustez. Como tenho cerca de 1,60 metro, não aguento o peso delas e tenho que ficar com a 12 mesmo”, diz a gerente ao site Portal do Trânsito.

O equilíbrio é fundamental e por isso deve ser um dos itens principais a serem considerados na hora de escolher uma moto. Quando a motocicleta está em baixa rotação, em curvas ou parada, o risco aumenta consideravelmente para quem tem uma estatura mais baixa, que pode não suportar a moto e cair.

Adquira experiência primeiro

Esse é o ponto mais importante, já que pilotar uma alta cilindrada não é uma tarefa muito fácil para quem não tem experiência alguma e isso aumentam os riscos de acidente. Se você não está habituado com o trânsito na perspectiva de uma moto, evite partir para a alta cilindrada logo de cara.

Somente após pilotar uma moto o suficiente para conhecer os “macetes” do trânsito e criar uma intimidade com a pilotagem em duas rodas, é que você poderá iniciar sua jornada em cima de uma alta cilindrada.

É seguro?

Sim, motos de alta cilindrada são seguras assim como qualquer moto, possuem riscos como qualquer veículo, mas desde que você respeite todos os pontos citados nos itens anteriores e as leis de trânsito, não há problema em se aventurar com uma super moto.

Gostou dessas dicas? Então você gostará também de ver essas 5 outras dicas sobre viagem de moto!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *