Viagem com garupa: dicas e cuidados que você deve tomar

Com as férias de inverno se aproximando, muitas pessoas começam a se planejar para uma viagem de moto. Para quem viaja com um garupa, o cuidado deve ser redobrado, principalmente no caso de uma viagem mais longa.

Mas antes de pilotar sua companheira de duas rodas mundo afora, é importante lembrar que seja feita a revisão da sua moto, que irá garantir que nenhum problema mecânico tire a segurança de você e seu garupa. Nós, do blog Falando Em Moto, separamos dicas e cuidados que devem ser tomados para ter uma viagem segura e sem imprevistos. Confira a seguir.

Revisão

O primeiro passo, sem dúvidas, é ver como está a “saúde” da sua moto. Independente da distância que será percorrida, você deve conferir alguns itens indispensáveis e garantir que sua moto esteja em perfeito estado para a viagem.

Filtro de óleo e refrigeração

Em motos arrefecidas a água, este sistema precisa estar abastecido até o nível indicado pela fabricante. Caso contrário, é preciso completar com o que falta ou fazer a troca total, sempre pelo mesmo tipo de líquido usado anteriormente. Óleo de moto e filtro do óleo também devem ser substituídos previamente.

A ausência desses fluidos provoca alguns dos principais problemas e no caso de uma viagem mais longa, pode se preparar para efetuar uma outra troca no meio do caminho. Ou seja, antes de sair é bom ver todo o trajeto e em quais pontos poderá encontrar uma oficina ou concessionária.

Não deixe para última hora

O ideal é procurar o mecânico com ao menos uma semana antes de iniciar a viagem. E que seja um profissional de confiança, pois não dá para deixar que o serviço seja feito às pressas e a moto precisa de uma análise minuciosa. Isso deve ser feito dentro desse período para que pouco antes de sair pela estrada, possa conferir se está tudo funcionando como deve.

Kit de relação

Outro item importante é o conjunto formado por corrente, coroa e pinhão, encarregado de transmitir a força do motor para a roda traseira. Um único problema neste kit pode comprometer todo o funcionamento da sua companheira.

Antes de viajar, verifique se há alguma folga na corrente e estique-a. Em casos de viagem longa, o ideal, caso a corrente esteja “mais ou menos”, o melhor é substituir completamente, assim evitando que ela estoure e cause danos à balança.

Outras dicas sobre revisões, você pode conferir em nossas matérias sobre Manutenção, em nosso blog.

Dicas exclusivas para o garupa

Algumas das dicas são exclusivas, principalmente em questão de comportamento, pois é muito importante saber manter um posicionamento adequado no carona.

Subindo na moto

No momento de subir ou descer da moto, aguarde o sinal do motociclista. Após isso, para subir na moto com mais segurança, apoie um dos pés na pedaleira que está oposta à descarga da motocicleta, Com as mãos no ombro do condutor, passe a outra perna por cima do banco e apoie o pé na outra pedaleira.

Postura

O ideal é que o carona apoie as mãos no apoio que tem atrás do banco da motocicleta, no entanto, é interessante também manter uma postura onde um braço segura no piloto e a outra mão segurando no apoio. Dessa forma o garupa pode controlar os impactos de quando a moto acelera e também de quando ela freia.

Os pés devem estar firmes na pedaleira, e as pernas mais próximas do quadril do condutor. E no momento de subir ou descer da moto, aguarde o sinal do motociclista.

Movimentação

Uma dica valiosa é saber acompanhar os movimentos do condutor. Se em uma curva, por exemplo, o corpo do motociclista se inclinar para a direita, o garupa também deve inclinar seu corpo na mesma direção, suavemente para não desestabilizar o piloto. Caso vire o corpo para uma direção oposta à do piloto, estará colocando vocês dois em risco.

Sem distrações

E por fim, deixe para falar com o piloto apenas em situações necessárias, como coisas relacionadas à segurança, por exemplo.

Equipamentos

Para viajar com segurança, é indispensável que você tenha o máximo de equipamentos de proteção possíveis. Para ter o mínimo de equipamentos de segurança, você irá gastar cerca de 10% do valor gasto na moto. No entanto, na maioria dos casos esse percentual não ultrapassam os 5%.

E caso sua moto seja esportiva, todo gasto com segurança é pouco. Então vamos conferir quais são os equipamentos básicos para garantir uma viagem segura.

Capacete

O capacete aberto é legal pois deixa o rosto livre e à vontade. Porém, se for pegar estrada ou rodovia, melhor esquecer esse modelo. Em caso de um acidente, você irá correr sérios riscos de ferir gravemente o rosto, inclusive em choque contra o chão.

Encontrar o tipo de capacete ideal pode ser o que vai salvar a sua vida, então esteja sempre atento à qualidade do seu equipamento.

Jaqueta

Este é um item que muitos não costumam utilizar, mas que é tão importante quanto o capacete. As jaquetas de proteção possuem diversos modelos, que podem ter um preço variado entre R$ 300 e R$ 2.400. Os modelos de cordura são o tipo indicado para uma viagem, pois são resistentes, tem entradas de ventilação, contando com versões até mesmo impermeáveis.

Normalmente as regiões protegidas por esse item são os cotovelos, ombros e costas.

Luvas

Algo tão importante quanto sua mão merece uma atenção especial. Então, não dá para deixar de lado seu item de segurança: as luvas. As luvas para motociclistas precisam ser fortes e resistentes o bastante para proteger contra chuvas, quedas ou até mesmo pequenas pedras projetadas por rodas de veículos a sua frente.

Além disso, o frio pode tirar a sensibilidade dos seus dedos e atrapalhar seus movimentos para pilotar a moto, ou seja, você perde o reflexo e parte da agilidade na pilotagem.

Calçados

Pilotar uma moto com qualquer tipo de calçado pode ser perigoso, por isso, prefira optar por calçados mais adequados e bem fechados, de preferência com cano longo e sem a presença de cadarços. Caso sua opção seja utilizar tênis, vá em busca de modelos feitos com materiais resistentes e reforçados.

Além desses equipamentos, existem muitos outros que podem tornar a sua viagem e do seu garupa ainda mais segura, mas com esses equipamentos você já tem um ótimo reforço na proteção de ambos.

Boa viagem!

Além do garupa saber se portar na carona, o piloto também deve ficar atento à mudança de peso e pilotar sempre com cautela. Com todos os itens revisados, você e seu garupa já podem aproveitar o melhor da estrada sem se preocupar.

Se gostou dessas dicas, veja também nossas dicas para uma pilotagem segura em tempos de chuva. Você pode precisar e a sua segurança agradece.

2 comentários

    1. Muito obrigado, Diego! Que bom que gostou das dicas. Nós também adoramos viajar de moto e é sempre bom compartilhar essa experiência com outros apaixonados por moto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *